Em 1972, o baterista Netinho e o empresário Luiz Fernando Rocha, adquiriram a Promoções Incríveis Ltda com direito de usar toda infra-estrutura montada junto ao grupo Os Incríveis. Escritório, venda de shows, equipe técnica, estúdio de gravação e ensaio, equipamento completo de som e luz, cenário e transportes; caminhão e van.

Baseado na idéia de um bom e agitado rock’n’roll, Netinho fez surgir um super grupo, Casa das Máquinas, que logo partiu para muitas apresentações por todo o Brasil com todas as condições para bancar espetáculos até em grandes estádios. E mesmo sem disco a agenda do grupo esteve sempre cheia.

A banda é então contratada pela SIGLA (Som Livre) e com produção do próprio Netinho, lançam o primeiro álbum intitulado Casa das Máquinas, que só saiu em 74, com destaque para a música Tudo porque te amo.

Além de Netinho na bateria estavam: Aroldo Binda – guitarra e vocal, Carlos Geraldo – baixo e vocal, Piska – guitarra, teclados e vocal, Pique Riverti – saxofone e teclados.

As apresentações continuaram por todo o país e no ano seguinte veio o segundo trabalho, Lar de Maravilhas, cuja faixa Vou morar no ar foi sucesso nacional ao ser usada em trilha de novela da TV Globo. Pique já saíra do grupo e na formação entravam Mário Thomaz (irmão de Netinho) colocando-se duas baterias (uma novidade e grande diferencial pra banda) e o tecladista Mário Testoni nos teclados. Com a entrada dos dois Marinhos como são chamados, o som ficou progressivo, mais forte e poderoso e essas mudanças fizeram acontecer outras, entre elas a saída de Aroldo e C. Geraldo para a entrada de João Alberto no baixo e o vocalista Simbas. Com essa nova formação veio Casa de Rock em 76, e como sucesso maior a faixa título.

A última apresentação do Casa das Máquinas, tido até hoje como um dos maiores grupos de rock nacional dos anos 70, aconteceu na Argentina, foi no estádio Luna Park em Buenos Aires. para 10 mil pessoas, encerrando um mega show tocando ao lado de Charly Garcia (Seru Giran), Leon Gieco, Nito Mestre e outros. Em 77, a Som Livre lançou em Miami / USA, uma coletânea de sucessos brasileiros cantando em castelhano (Rita Lee também estava nessa). A abertura dos dois lados do disco / LP pertencia ao Casa das Máquinas com Casa de Rock e Tudo porque te amo.